Contabilidade Gerencial – Etapas de um programa de redução de gastos

Contabilidade Gerencial – Etapas de um programa de redução de gastos

Um programa de redução de gastos compreende uma série variada de providências e atividades que podem ser agrupadas em três etapas bem definidas:
a) planejamento;

b) desenvolvimento e implementação;

c) acompanhamento ou monitoração.

O cumprimento dessas diferentes etapas (que, certamente, variarão de empresa para empresa) pode parecer demasiada sofisticação a alguns administradores mais habituados à improvisação.

Embora saibamos que qualquer redução de gastos é válida, devemos mencionar que a facilidade de controle e monitoração de um programa dessa natureza parece ser inversamente proporcional ao grau da improvisação usada no seu desenvolvimento.

Assim, a observância de etapas bem definidas na elaboração e na execução de programas de redução de gastos favorece muito os resultados que esse programa tende a gerar, facilitando a sua monitoração e, consequentemente, as eventuais correções de rumo que venham a ser necessárias.

Essas três etapas de um programa de redução de gastos são igualmente importantes. Porém, por ser o alicerce de tudo, a primeira merece cuidado redobrado.

Quanto mais meticuloso for o
desenvolvimento do programa, mais segura será a sua implementação e maiores chances terá de alcançar os resultados esperados.
No aspecto geral, a segunda etapa deverá obedecer à estratégia definida na fase de planejamento: ele será um programa permanente ou temporário, parcial ou integral etc., conforme determinado na sua etapa inicial de planejamento.

Na prática, a melhor técnica de implementação parece ser aquela consistente na execução por projetos, ou seja: aceita uma sugestão de redução de custos, faz-se um projeto específico de implementação, abrangendo análises de custo-benefício, determinação de custo-objetivo, relação de áreas afetadas, categorias de gastos a serem reduzidos, prazo de execução e todos os demais detalhes para o bom desempenho do programa. A partir daí, cada projeto entra em fase de execução, concretizando a implementação do programa.

A última etapa corresponde à fase de controle do sistema orçamentário. Trata-se de avaliar os resultados obtidos, identificando-se áreas de dificuldade e buscando-se soluções para cada problema encontrado.

Assim, essa etapa se resume à comparação do desempenho real da empresa com a situação de custo original e com os objetivos definidos no programa.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *